I SEMINÁRIO DIDÁTICO DO ADE CHAPADA DIAMANTINA REÚNE MAIS DE 20 MUNICÍPIOS

Seminário Didático  reuniu cerca de 200 representantes da rede de educação e gestores públicos. Encontro foi realizado em parceria com mais de 20 municípios que compõem o Arranjo do Desenvolvimento da Educação (ADE) da Chapada Diamantina.

 

 

SEMINÁRIO DIDÁTICO ADE SEABRA 07.06 (30)

“Os princípios do ICEP tem esse poder de reunir”
Elisabete Monteiro, Diretora Presidente do Instituto Chapada.

O Instituto Chapada de Educação e Pesquisa – ICEP promoveu no dia 07 de junho, em Seabra, o I Seminário Didático 2019: a formação integral do sujeito está em nossas mãos.  O Encontro foi realizado em parceria com mais de 20 municípios que compõem o Arranjo do Desenvolvimento da Educação (ADE) da Chapada DiamantinaEstiveram presentes mais de 200 pessoas entre gestores públicos – prefeitos, secretários de educação e equipes técnicas das secretarias municipais, além dos representantes da rede de educação, gestores escolares, professores e parceiros. Contamos com a presença de Jonas Waks, coordenador do Projeto Comunidade de Aprendizagem no Brasil e América Latina, projeto promovido pelo Instituto Natura que tem o ICEP como parceiro técnico no território da Chapada.

“Os princípios do ICEP tem esse poder de reunir’, disse a Diretora Presidente do Instituto, Elisabete Monteiro, em sua fala de abertura, que destacou ainda: “Os nossos princípios falam de trabalho em colaboração, parceria, trabalhar em rede, em um arranjo de desenvolvimento da educação, tudo isso baseado nos nossos valores que são o apartidarismo, a honestidade, a equidade e a ética”, concluiu. O representante do Instituto Natura, Jonas Waks, destacou a importância da atuação do Instituto: “Todos nós nos inspiramos muito com as experiências de vocês aqui. Estamos emocionados, inspirados e renovados com esta experiência e queremos hoje aprender mais com vocês”, reiterou.

Boas práticas educativas desenvolvidas pelas escolas ao longo do primeiro semestre também foram apresentadas a partir dos temas: Leitura colaborativa, Leitura programada, Protagonismo Juvenil: uma realidade possível e Educação Especial/Inclusiva. Adriana Rocha, supervisora pedagógica no município de Souto Soares, que há dois meses trabalha com o projeto de leitura colaborativa, diz que já vê resultados: “Nós já observamos a qualificação no planejamento dos professores. Esse trabalho vem ensinando os professores a focar nas especificidades de aprendizagem das crianças e nas suas próprias dificuldades para superá-los”, explica.

Municípios que tiveram escolas transformadas em Comunidade de Aprendizagem apresentaram uma das ações do projeto – as Atuações Educativas de Êxito – que tem o diálogo e a interação como princípios do trabalho. Também foram socializadas as práticas que impactaram na aprendizagem dos estudantes decorrente da formação de matemática no Ensino Fundamental – anos iniciais (projeto realizado pelo Itaú Social em parceria técnica com o ICEP).

Na ocasião houve o lançamento do Mobiliza (edição 2019/2020), projeto de mobilização sociopolítica que visa mobilizar a população e gestores municipais para a manutenção e continuidade das políticas públicas de educação em seus municípios. As ações de mobilização começam ainda este ano e permanecem até as eleições municipais quando a população apresenta para os candidatos as propostas de educação que desejam para as escolas das suas cidades.

 

CONFIRA MAIS FOTOS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *